Entre boatos e verdades

 

Por Amauri e Fernanda Rodrigues

Por Amauri e Fernanda Rodrigues \Os boatos sobre o fim do Bolsa-família causaram tumulto e pânico no seio dos seus beneficiários, mas, serviram para trazer à tona a verdade e a necessidade de reflexão.
Eles serviram para escancarar a farsa diuturnamente propalada pelo governo, de que milhões de pessoas saíram da pobreza, por conta do Bolsa-família. Mentira! Ninguém ascende no tecido social se não trabalhar, se não estudar, se não lutar pela vida com dignidade e esta oportunidade o Bolsa-família não disponibiliza a ninguém. Quem está no Bolsa-família vai permanecer nele para todo o sempre, porque, como o agiota sociopolítico que é, o principal objetivo deste programa não é solucionar problemas do seu devedor, mas, sim, mantê-lo sob custódia, de forma tal que este devedor volte a cada final de mês, ou, se preferir, a cada eleição.

A corrida desenfreada às agências da Caixa Econômica Federal e o desespero das pessoas diante da possibilidade de não mais terem acesso ao Bolsa-família são um tácito reconhecimento de que seus beneficiários não deixaram pobreza alguma, e mais, além da pobreza econômica são, também, pobres no que o ser humano tem de mais valioso, a sua condição humana. Seus beneficiários não são homens e mulheres inseridos na sociedade como propalam setores do governo e seus adeptos, mas, são, sim, seres humanos mantidos como pacientes terminais baixados numa UTI social, respirando por este aparelho perverso e imoral chamado Bolsa-família, cujo objetivo é tão-somente aviltar mais ainda o homem de baixa renda.
Diz o Livro dos Conselhos: “Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara” por Amauri Rodrigues

Comments: 2

  • dils santos maio 22, 2013

    seria legal se esses beneficios doado pelo governo tivesse um tempo de duraçao,isso incentivaria as pessoas a procurar um futuro melhor,e nao haveria tanta gente acomoda apenas a esse recurso tao escasso…

    Reply
  • Paquera
    Paqüera maio 24, 2013

    Muito pertinente o seu comentário…

    Reply

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *