Cobra nomeia Cidinha da Silva na Palmares-SP

Por Redação Kultafro,

 escritora, Cidinha da Silva, acaba de confirmar ao Portal Áfricas, onde é colunista, que ocupará o cargo de Representação da Fundação Cultural Palmares / São Paulo. Este convite foi feito diretamente pelo Presidente da Palmares Sr. José Hilton Santos Almeida (Hilton Cobra).

Cidinha da Silva é escritora, dramaturga e blogueira.

Como resultado deste trabalho, organizou o livro Ações afirmativas em educação: experiências brasileiras (3ª edição), que completa 10 anos em 2013. A obra foi um dos dez primeiros livros publicados no Brasil sobre o tema das ações afirmativas, como estratégia possível de superação das desigualdades raciais.Historiadora de formação (UFMG) atuou em Geledés-Instituto da Mulher Negra durante 13 anos, tendo sido diretora de 1997 a 1999 e a mais jovem presidenta da instituição, de 2000 a 2002. Durante sua permanência criou e coordenou o programa de educação, bem como implantou vários projetos de ação afirmativa para jovens negros, em parceria com empresas, visando possibilitar-lhes o acesso e a permanência qualificada em boas universidades.

Cidinha participou da construção da Marcha Zumbi dos Palmares, alusiva aos 300 anos de morte de Zumbi em 1995 e da Marcha Zumbi +10, em 2005, ambas em Brasília. Teve participação destacada em todo o processo preparatório da III Conferência Mundial Contra o Racismo (âmbito da sociedade civil) e sua realização (Durban, África do Sul, 2001) atuando em todas as PREPCONS ocorridas nas Américas e em Genebra (conferências regionais preparatórias).

Em 2005 co-fundou o Instituto Kuanza que, além de dedicar-se à formação de jovens e educadores/as com ênfase nas relações raciais e de gênero, no Brasil e diáspora africana, combate ao racismo e ao sexismo (palestras, oficinas, cursos e acompanhamento de atividades), dedicou-se à área de publicações, editando duas obras importantes em parceria com a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, a saber, O caminho das matriarcas e Eu sou atlântica (biografia de Beatriz Nascimento). O Instituto transformou-se em empresa em 2011, a Kuanza Produções.

Desde 2006 dedica-se à literatura, tendo publicado 6 livros autorais e 1 de fotografia/literatura, sendo 3 livros de crônicas e 3 infantis/juvenis, destacando-se Os nove pentes d’África (novela) e Kuami (romance).

Além de 4 co-autorias em livros de ensaios, publicou cerca de 30 artigos e ensaios sobre aspectos diversos da política, cultura, arte e relações sociais nos campos da raça, gênero, educação e juventude, especialmente em periódicos e livros editados no Brasil, mas também textos pontuais publicados no Uruguai, Costa Rica, Itália, Estados Unidos e Inglaterra.

É editora do blogue cidinhadasilva.blogspot.com, no qual escreve crônicas diárias e vem se constituindo como respeitada formadora de opinião

Fonte

 

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *