A Cobra vai fumar em SP

Por Redação Kultafro,

Segundo informações publicadas pela Agência Afropress, o novo Presidente da Fundação Cultural Palmares, Hilton Cobra, já começou as mudanças com demissões no núcleo de gestão e tem como próximo alvo as representações da Palmares em São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão, Alagoas e Bahia.

Hilton Cobra

As relações dos demissionários começam por Martvs Chagas do PT de Minas, Chefe do Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-brasileira. Um dos principais articuladores da criação da Seppir – Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial na gestão da Ex-ministra Matilde Ribeiro, no primeiro governo do ex-presidente Lula.
Também deixou a Palmares Carlos Moura, Coordenador Geral do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra, sendo substituído pela maranhense Rosane Borges, jornalista, doutora em comunicações pela Universidade São Paulo(Eca-Usp)
São conhecidas as divergências entre a equipe que ocupou a Palmares sob a presidência de Elói Ferreira de Araújo, e a gestão da Ministra Luíza Bairros. Com essas mudanças e outras que não foram comunicadas segundo a Assessoria da Palmares, as atenções agora estão direcionadas para as representações, onde São Paulo parece ser a mais delicada.
Pois antes de deixar o cargo, Elói Ferreira havia feito o convite formal ao Jornalista e Sacerdote Walmir Damasceno, para substituir Nuno Coelho atual representante no cargo.
Segundo ainda a Agência Afropress , com a mudança de direção na Palmares, o convite não foi confirmado pelo novo presidente que anuncia para até o dia 15 deste mês uma definição. Há, especialmente, entre os religiosos de matriz africana uma mobilização em favor do nome de Damasceno, que também é apoiado pelos deputados Paulo Teixeira e Vicente Cândido, ambos do PT de S. Paulo.

Fonte

 

 

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *