Apóstolo Valdomiro vai as compras

Por Luiz Paulo Lima

Com as “burras” cheias de dízimos saindo pelo ladrão, o apóstolo Valdomiro Santiago vai ás compras neste início de 2013, sinalizando que está aberta a temporada dos investimentos. O Apóstolo da Igreja Mundial do Poder de Deus, brindou a virada do ano com as compras da concessão do canal de TV CNT por 500 milhões de reais , e uma nova fazenda na região de São Felix do Araguaia.

Segundo o site F5 ligado a Folha de São Paulo, o líder religioso não parou por aí, se reuniu sem muito alarde nesta semana com o vice-presidente Marcelo de Carvalho da Rede Tv, embora ninguém confirme o conteúdo das conversas, mas segundo o mesmo site, cogita-se o seu interesse em comprar a parte de Carvalho na Rede Tv.
Valdemiro listado pela revista Forbes como um dos cinco líderes evangélicos mais ricos do Brasil, com patrimônio pessoal estimado em 450 milhões de reais, ficando abaixo apenas do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Edir Macedo, apontado como dono de uma fortuna de 1 bilhão e oitocentos milhões de reais, é investigado pelo Ministério Público a respeito das circunstâncias da compra de duas fazendas no Mato Grosso, além da origem do dinheiro usado na aquisição.

A rede CNT tem sede em Curitiba Curitiba, no Paraná, e sucursais em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador e Londrina (PR). “Não se sabe ao certo quais são os planos de Valdomiro, se montar um canal estritamente religioso ou investir numa programação “diversificada”, trilhando o caminho do ex-mentor Edir Macedo, quando comprou a Rede Record no final da década de 80”.

A maior parte da população brasileira desconhece que a TV é uma concessão pública outorgada pelo Estado em nome da sociedade para que os concessionários prestem serviços de informação, educação e entretenimento por tempo limitado. Imaginam por desconhecimento desse fato, que os “Marinhos”, “Macedos”, “Saads”, entre outros são proprietários destes meios de comunicações.. No Brasil as concessões tem duração de 15 anos para televisão e 10 anos para o rádio.

Os critérios para renovação são burocráticos, o concessionário limita-se a provar que o canal está no ar, que não tenha débitos com a Receita Federal ou com o INSS, nada veiculado aos conteúdos. As Leis que poderiam regular este setor datam de 1962 e ninguém respeita. Por exemplo, é exigido que não ultrapasse á 25% de limite máximo de publicidade durante a programação. Tem canais que colocam muito mais do isso, disfarçam com merchandising. Não existe controle.

Infelizmente o Ministério das Comunicações, não sinaliza empenho em que seja cobrado o interesse público sobre a concessão. Vale mais os interesses empresariais, manutenção do grupo econômico e político dos investidores, do que oferecer ao interesse do público, serviços, conteúdos diversos e de qualidade. Temos obstáculos constitucionais para uma possível renovação, ainda que fosse aprovada administrativamente, teria que passar por uma votação de 2\5 do Congresso Nacional, hoje praticamente impossível.

Enquanto isso, as crises econômicas de alguns concessionários são compensadas vendendo horários na grade de programação às Igrejas evangélicas, para transpor as crises financeiras. Só para termos alguma idéia de valores, a Rede Tv por exemplo, fatura da Igreja Internacional da Graça de Deus ( de R.R. Soares, cunhado de Edir Macedo) e ainda cede espaço para a Mundial, em torno de 4 milhões de reais mês, com os evangélicos. As previsões para 2013 poderão chegar a um pouco mais de 50 milhões de reais. Isso por dez horas de programação dia.

A Band vende um pouco mais de cinco horas para a Mundial e R.R. Soares. Em São Paulo a Rede 21 que pertence ao Grupo Bandeirantes de Comunicações, tem 22 horas de programação da Igreja de Valdomiro, fatura mais que o dobro da Rede Tv. Segundo o site G Notícias a “Mundial, investe 20 milhões mensais de seu orçamento em comunicação. Não é à toa que, em 14 anos de história, a igreja tenha crescido tanto. “A gente arrecada essa quantia em três dias de grandes cultos”, garante um integrante do setor administrativo da Mundial.!”.

A pergunta que podemos fazer neste momento: qual é o impacto destes conteúdos em uma plataforma que atinge a maioria dos brasileiros? Tal atitude fere primeiro a Constituição Brasileira, que afirma que o Estado é laico. Um bem público deve seguir esta orientação constitucional. Segundo Pedro Caribé, diretor do Intervozes (Coletivo Brasil de Comunicação Nacional), critica o repasse de algo público para as igrejas (instituições privadas) e também cita a falta de um artigo no Código Brasileiro de Telecomunicações que regulamente esse repasse.

Edson Dalmonte, doutor em comunicação e líder do Grupo de Pesquisa em Análise Crítica da Mídia e Produtos Midiáticos da UFBA, diz que é necessário discutir o conteúdo desses programas para que eles respeitem as demais religiões. “Estamos em um Estado Laico. Não temos uma única religião, assim como não temos um único credo. Um Estado democrático deve ficar atento ao que é exibido por suas emissoras, garantindo ao público discursos pluralistas”. A concentração dos meios de comunicações nas mãos de poucos grupos religiosos é nociva à democracia, gera a intolerância e não reflete a diversidade religiosa existente no país

Luiz Paulo Lima

Luiz Paulo Lima

Jornalista, BK4 Comunicações

Comments: 1

  • Redação kultafro
    Redação kultafro março 19, 2013

    Pelo sexto ano consecutivo, a Band usa a mesma estratégia para tirar mais dinheiro do pastor R.R.Soares, para renovar o contrato de venda de horário de programação. O líder da Igreja Internacional da Graça já paga hoje cerca de R$ 8 milhões para ter 60 minutos em horário nobre diariamente. Segundo Ooops! apurou, a emissora quer subir esse valor agora para pelo menos R$ 10 milhões.
    A Band, como faz todos os anos, prepara este ano uma convenção com todas as afiliadas. Assim como nos seis anos anteriores, o “rumor” de que a rede não vai renovar com Soares ocorre exatamente dias antes da convenção. Para efeitos de comparação, em 2008 Soares pagava cerca de R$ 4 milhões pelo “aluguel” do canal. Ou seja, teve o preço inflacionado em cerca de 100% desde então.
    Outro elemento de pressão que a Band tem na manga é o fato de a Igreja Mundial, de Valdemiro Santiago, também estar de olho gordo em cima do horário hoje ocupado pela Igreja Internacional da Graça.
    Comparativamente, Santiago paga hoje cerca de R$ 20 milhões por mês à Band pelo arrendamento das madrugadas da emissora (aberta, em VHF) e mais o arrendamento total do seu canal UHF (canal 21). Ou seja, seu custo é muito menor (em relação ao número de horas compradas) do que o de Soares, que vem a ser cunhado de Edir Macedo.
    Fonte: Ricardo Feltrin, colunista do UOL Notícias

    Reply

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *